Comunicação Corporativa

COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

Comunicação Corporativa eficaz, construtiva e competitiva, é vital ao sucesso dos negócios no século XXI. Vivemos na sociedade da hipercomunicação global, onde há ainda muita hipocomunicação pessoal, nas equipes, nos projetos.

Os meios de comunicação das empresas sofreram grandes modificações nas últimas décadas, fruto de um gigantesco salto evolutivo pelo qual passaram a informática e as telecomunicações. Esse cenário de rápida evolução englobou de forma quase completa a comunicação corporativa.

A transformação mais profunda promovida pela internet está certamente nos papéis do indivíduo como emissor e receptor de mensagens. Tanto na Sociedade das Letras como na Sociedade da Imagem esta estrutura tinha uma hierarquia e uma função bem nítidas. Hoje, na Sociedade dos Bits, não há mais distinção entre emissão e recepção.
Comunicação Corporativa

Comunicação  Corporativa:  Algumas  Reflexões

A) Comunicação, Internet e Redes Sociais: Durante a época pré-digital, as empresas faziam comunicação e estruturavam suas relações com stakeholders (influenciadores) – a grande diferença em relação aos tempos atuais reside na forma como isso era feito. Neste século XXI foram desenvolvidas novas formas de se dirigir ao público, colocando o foco sobre a comunicação instantânea e digital. Isso começou com os avanços da telefonia móvel, passou pela democratização da internet e chegou ao momento que vivemos hoje: uma abundância de meios e plataformas comunicacionais, todos ao dispor de empresas e pessoas para otimizar a forma como se relacionam e se comunicam. Divulgar o trabalho de profissionais e seus produtos tornou-se uma das principais funções dos meios de comunicação. Conforme as empresas e os meios foram evoluindo, constatou-se a necessidade de se comunicar a longa distância, com públicos de todo o planeta.
A criação de tecnologias como o rádio e a TV streaming, fez com que a comunicação passasse a ser direcionada a um número maior de receptores. Esse fato culminou na potencialização da opinião pública, transformando-a em fenômeno de massa com enorme relevância na dinâmica das Redes Sociais, em especial opções em vídeo como o Youtube. Saiba +++ .

B) Aldeia Global – Leandro Marshall / Indicadores Informacionais:

( Fragmentos de seu livro “A Hipercomunicação” / 2014 )

1) 2,7 bilhões de internautas em 2015;
2) 5 bilhões de celulares / smartphones;
3) Volume de tráfego de dados na web igual a 3.000 exabytes (30 milhões de vezes maior do que a informação contida em todos os livros já escritos em toda a história da humanidade);
4) Facebook tem 728 milhões acessos diários ;
5) 1.000 livros publicados no mundo/dia; o total do conhecimento impresso duplica a cada 8 anos; e
6) 11,8 horas de informação diárias.

C) Comunicação Móvel Multiplataforma: A comunicação corporativa tem na mobilidade sua principal diferença em relação ao que era feito há alguns anos. Atividades como ler memorandos, informar-se por meio do Boletim Interno e saber dos aniversariantes da semana só poderiam ser realizadas dentro do escritório, por exemplo. O uso de dispositivos móveis rompeu essa lógica, mudou a forma como as organizações estruturam seu trabalho e fez com que boa parte dos processos internos pudesse ser acompanhada remotamente. Isso também se reflete na comunicação externa, na divulgação e na disponibilização de serviços.
Por isso, pensar em portabilidade é fundamental numa sociedade q vê o número de dispositivos móveis crescer cada vez mais, enquanto o de computadores diminui. Aparelhos como tablets e smartphones já não são mais considerados o futuro da comunicação corporativa – eles são a realidade dela, ferramentas-chave para uma interação dinâmica, no ambiente corporativo ou fora dele. Esses dispositivos possuem a incrível capacidade de transportar desde uma biblioteca de vídeos até um simples aplicativo de mensagens.
É essa mobilidade e essa inteligência que dão o tom às mais recentes inovações tecnológicas, que podem ser usufruídas tanto pelo público interno quanto pelo externo. Mais precisamente falando da relação entre empresa e consumidores, vemos as organizações apoiando-se fortemente na comunicação multiplataforma p/ estarem presentes c/ mais constância na vida de seus clientes. A comunicação se tornou algo q trafega entre diferentes telas e dispositivos, permitindo criar-se ações de marketing mais eficazes. Isso reforça o conceito de comunicação multiplataforma, q é tido como fundamental p/ que as instituições consigam acompanhar as mudanças no comportamento de consumo de seu público, principalmente o mais jovem.
Leiam também nosso Post:  “Mobilidade Digital – Alguns Alertas”   e   Saiba +++ .

D) Sociedade da Hiper ou da Hipocomunicação: …
Como vimos, a humanidade viveu, em pouco menos de um século, 3 importantes modelos tecnológicos de produção, transmissão e recepção de mensagens. Num primeiro momento, a Soc. das Letras, e seus signos de intelectualidade, valorizou a cultura livresca, com suas enciclopédias, seus clássicos da literatura universal e suas bibliotecas. A seguir, a Soc. da Imagem fascinou a mente e os corações dos homens, liberando a humanidade para sonhar e fantasiar a realidade com os olhos telepresentes e televivenciais do universo audiovisual. E, por fim, a Sociedade dos Bits reencantou o mundo, espalhando novas alternativas virtuais de contato e interação entre os homens, além de proporcionar novas estruturas descentralizadas de cultura, arte, entretenimento e consumo. Não há dúvida de que nenhum dos três modelos de sociedade desapareceu. Mas também não permaneceram igual aos seus modelos originais. Saiba +++ .

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *